Economia Pessoal

Sabe mesmo organizar os alimentos no frigorífico?

13 Setembro, 2018

Se é daquelas pessoas que continua a colocar o pão e os tomates no frigorífico, os ovos na porta ou a misturar frutas e vegetais na mesma gaveta, este artigo é para si!


O frigorífico é mesmo a melhor forma de conservar os alimentos?

Organizar um frigorífico requer algum conhecimento, caso contrário a disposição errada dos alimentos pode fazê-los apodrecer mais depressa, alterar o seu sabor e, no pior dos cenários, provocar-lhe uma intoxicação alimentar. Dito isto, descubra agora qual a melhor forma de pôr os alimentos no frigorífico e quais não deve colocar lá de todo!

1. Temperatura entre os 0 e 4 graus centígrados

Ler Mais

O calor e a humidade são as condições ideais para o crescimento e proliferação das bactérias. Para o evitar, deve regular a temperatura do seu frigorífico para rondar entre os 0 e os 4 graus centígrados. Além disso, se o fizer estará a evitar também o apodrecimento precoce dos alimentos.

Lembre-se que é igualmente importante limpar o frigorífico uma vez por mês, para eliminar bactérias ou odores indesejados, e que não deve atafulhar o seu eletrodoméstico porque o ar frio precisa de circular para manter os alimentos à temperatura adequada.

2. Está cozinhado? Vai para a prateleira superior!

Sabia que é na parte superior do frigorífico que as temperaturas são mais constantes? Por isso, este é o lugar ideal para armazenar os alimentos já cozinhados ou que não precisam de cozedura: estamos a falar de refeições pré-cozinhadas, bebidas, sobras ou ervas aromáticas, por exemplo.

E atenção: as sobras não devem ficar mais de 4 dias no frigorífico para evitar doenças transmitidas pelos alimentos, de acordo com o FoodSafety.gov. Se prolongar muito o prazo dos produtos dentro do seu eletrodoméstico arrisca-se a sofrer de uma intoxicação alimentar, com todos os sintomas que a situação implica: dores de estômago, vómitos ou diarreia.

3. Continua a colocar os ovos na porta do frigorífico?

Arriscamo-nos a dizer que quase todos os portugueses colocam os ovos na porta do frigorífico – até porque é lá que estão os suportes! Mas é um erro: por um lado porque ao abrir a porta corre um maior risco de se partirem, por outro porque é na porta que a temperatura é mais alta e como tal é aí que devem estar os alimentos menos sensíveis ao calor!

Assim, mude os ovos para as prateleiras inferiores internas, colocando-os em embalagens plásticas ou porta-ovos, e coloque no seu lugar comidas e bebidas com conservantes naturais. E mais uma coisa: como os ovos absorvem facilmente o cheiro de coisas que têm por perto, evite colocá-los perto de outros bens alimentares com um odor intenso.

4. E o que deve arrumar nas prateleiras inferiores?

Ora, produtos lácteos mais perecíveis, ovos, carne crua e o peixe porque é precisamente nas prateleiras inferiores que faz mais frio. A carne, por exemplo, deve ser colocada num prato e fechada hermeticamente para preservar a sua frescura e evitar que as suas bactérias contaminem outros alimentos.

5. As frutas libertam gases…

E por isso é que não devem estar na mesma gaveta do frigorífico que os vegetais! Sim, fica já a saber que frutas como pêssegos, ameixas e pêras emitem gases que vão por consequência acelerar o processo de decomposição dos vegetais que estão por perto. Ou seja, pode colocar algumas variedades de frutas e legumes no frigorífico, mas em gavetas separadas.

6. Latas abertas no frigorífico?

A regra no que toca às latas de conservas e o frigorífico é simples: se sobrou conteúdo deve conservá-lo dentro do frigorífico e colocá-lo num recipiente adequado e nunca dentro da lata. Sabe porquê? É que a comida pode reagir ao metal da lata e estragar-se mais rapidamente, tornando-se imprópria para consumir posteriormente.  Se o fizer pode vir a sofrer de febre, náuseas e diarreia.

7. Pão e tomates estão proibidos de entrar no frigorífico!

Há alimentos cujo lugar é fora do frigorífico, nomeadamente o pão, que fica seco. Como alternativa, opte por conservá-lo no congelador para não perder as suas propriedades! Também os tomates e o chocolate perdem qualidades: sim, no frigorífico o tomate tornar-se farinhento, isto porque a temperatura fria rompe as membranas no interior dos frutos e, tal como acontece com o chocolate, perde grande parte do seu sabor. E a lista continua:

Ler Menos