Economia Pessoal

Uber, Cabify, Taxify e DriveNow: as novas formas de se deslocar na cidade

10 Abril, 2018

As plataformas de “motorista privado” como a Uber ou a Cabify e os serviços de carsharing como o da DriveNow estão a revolucionar a forma como nos deslocamos na cidade. Pronto para conhecer melhor estes novos serviços de transporte?


Problemas com o estacionamento ou trocos? A Uber resolve!

Se para si é uma valente dor de cabeça pensar onde vai estacionar o carro perto do seu local de trabalho, não gosta especialmente de andar com trocos no bolso para pagar o táxi e por outro lado gostava de saber quanto vai pagar logo à partida para evitar grandes surpresas… Então vai gostar dos novos serviços de “motorista privado” que já se encontram nas principais cidades portuguesas. A Uber, por exemplo, está disponível em Lisboa, Porto, Algarve, Braga e Guimarães. Trata-se de um serviço de transporte privado urbano, à distância de um clique, em que pode pagar a viagem comodamente através da aplicação, adicionando vários métodos de pagamento, como o cartão de crédito ou o serviço Paypal.

Para começar a utilizar o serviço da Uber tem de ir até à App Store ou à loja da Google Play, descarregar a aplicação e criar uma conta. Depois é seguir os passos: escolha o destino, o local onde o motorista o apanha, o tipo de carro – normal, elétrico, de alta cilindrada – e por essa altura já terá o valor da viagem que tem um valor fixo por minuto e quilómetro. Como vantagens, tem a fotografia do condutor, a informação sobre o veículo e um mapa para saber onde está o seu Uber em tempo real.

Na Cabify só paga os quilómetros que faz

Ler Mais

Tal como acontece com a Uber, para começar a usufruir da Cabify tem de descarregar a aplicação que está disponível para iOS e Android. Depois de entrar na app deve definir o trajeto e saberá imediatamente quanto tem de pagar. Mas não só. Vai receber toda informação que precisa sobre o motorista, o veículo e poder seguir o seu trajeto em tempo real… e em poucos minutos o seu motorista privado irá apanhá-lo.

Além disso, pode escolher entre o serviço Cabify Lite e o Cabify Baby: são duas opções de viagens disponíveis para Lisboa e Porto, sendo que a primeira é mais económica e a segunda, como o próprio nome indica, é melhor para viajar com crianças, já que inclui assento ou cadeirinha de bebé. E como é feito o pagamento? Através da aplicação com recurso a um cartão de crédito ou ao PayPal. No fim da viagem é-lhe enviado o recibo. Mas prefere pagar comodamente no carro com o seu cartão de débito? Já pode porque recentemente foram introduzidos TPAs nos carros da Cabify!

Mas atenção porque a Cabify e a Uber diferem na forma como calculam o valor da viagem: sim, o valor do transporte na Cabify é calculado com base nos quilómetros percorridos. E esta pode ser uma grande vantagem. Imagine que fica preso no trânsito devido a um acidente… não vai pagar mais por isso! Pode relaxar, beber um pouco de água – é oferta de cortesia! -, escolher a música ambiente e desfrutar da viagem sem mais preocupações.

Uber e Cabify têm tarifa para horas de maior movimento

A empresa norte-americana Uber foi a primeira a cobrar uma tarifa dinâmica, isto é, um valor extra que terá de pagar durante as horas de maior movimento e em que a procura é claramente mais alta. E claro, a Cabify não tardou em seguir-lhe os passos: foi a poucos dias de entrar em 2018 que anunciou que teria também o chamado suplemento por alta procura.

O objetivo da tarifa extra nas duas plataformas tem o objetivo de garantir a disponibilidade de veículos e reduzir o tempo de espera. E não se preocupe que será sempre informado quando lhe for cobrada esta tarifa. E da sua parte sabe o que pode fazer para continuar a assegurar a qualidade dos serviços da Cabify e da Uber? Avaliar sempre o serviço prestado pelos motoristas.

 Taxify: a alternativa low cost

Todas as formas de transporte alternativas que até aqui lhe apresentamos são práticas, cómodas e bastante seguras. E em 2018 chegou mais uma ao mercado português: a Taxify. Para já esta recente plataforma de transporte de passageiros está só disponível para Lisboa e está decidida em apostar num serviço mais low cost.

E a verdade é que tem tarifas mais atrativas que a Uber: uma viagem entre a Avenida das Forças Armadas e a Baixa-Chiado pode rondar os 9 ou 12 euros se preferir ir de boleia com a Uber, mas desce para 6 ou 7 euros se preferir ir de Taxify. Já o preço estimado da mesma viagem pela mão da Cabify fica por volta de 6 euros também.

E tal como acontece com os outros serviços de transporte, basta utilizar a aplicação disponível para iOS e Android para ter um carro pronto em poucos minutos para o apanhar. No que diz respeito ao método de pagamento saiba que o Taxify aceita dinheiro, além do cartão de crédito, o que pode ser uma vantagem para alguns utilizadores. As viagens do serviço da Taxify têm um valor base de 1,65€ por quilómetro. E gostou da condução do motorista? Avalie-o! Em todas estas plataformas, dar pontuações aos condutores é essencial para o bom funcionamento do serviço.

DriveNow: o seu BMW ou MINI em qualquer ponto da cidade

O DriveNow é um novo serviço de carsharing em Lisboa que disponibiliza automóveis BMW e MINI por toda a cidade 24 horas por dia. Mas como funciona? Na DriveNow o conceito de motorista privado não existe porque é você o condutor. Como tal, pode ter um automóvel à disposição em qualquer ponto dentro da área de operação e estacioná-lo nos lugares públicos dentro dessa mesma área no fim da viagem. A melhor parte? Nem precisa de fazer uma reserva antecipada.

Basta registar-se online – custa 10 euros e tem a oferta de 30 minutos de condução -, instalar a aplicação no seu telemóvel Android ou iPhone, reservar o carro mais perto de si, dirigir-se até lá e… o automóvel está pronto a conduzir. Isso mesmo: é como alugar um carro, mas sem ter de ir até ao rent-a-car buscá-lo e sem precisar de chave. O automóvel é destrancado e trancado novamente de forma automática através de um intuitivo comando na aplicação.

No serviço DriveNow, o combustível, estacionamento, seguros e impostos estão incluídos no preço e nem tem que se preocupar com mensalidades ou anuidades. Mas quanto custa uma viagem? A DriveNow pratica uma tarifa de 29 cêntimos por minuto, para os MINIs e acresce 2 cêntimos por minuto no caso dos BMWs. E se for multado? Cuidado porque há uma taxa de serviço para isso!

Ler Menos