Economia Pessoal

Oito dicas – e 1 conselho – para escolher uma empresa de obras

11 Dezembro, 2017

Fazer obras em casa envolve gastos significativos, por isso convém que a empresa que escolher esteja à altura dos encargos. Reunimos oito dicas que o vão ajudar a encontrar o parceiro perfeito para as suas remodelações.


1. Escolha profissionais certificados

Antes de contratar uma empresa de obras para tratar, por exemplo, da renovação da sua casa, lembre-se de confirmar a credibilidade da mesma, pedindo toda a documentação que a empresa tem de ter em ordem para exercer as suas atividades. Falamos nomeadamente da licença atribuída pelo IMPIC – Instituto dos Mercados Públicos do Imobiliário e da Construção -, do alvará ou certificado de empreiteiro. Além disso, pode ainda verificar se os colaboradores são credenciados nas respetivas entidades inspetoras, se têm seguro de acidentes de trabalho e de responsabilidade civil.

2. Verifique a situação financeira da empresa de obras

Ler Mais

Para além da certificação das empresas de obras, saiba que pode também averiguar a sua situação financeira. O que queremos dizer com isto? Que pode pedir à empresa de obras, que escolheu para realizar os trabalhos, um comprovativo de não dívida às Finanças, bem como o comprovativo de não dívida à Segurança Social. Isto pode ser importante para o seu processo de decisão, já que uma empresa que tenha as suas contas em ordem revela profissionalismo e seriedade.

3. Peça referências

Se está a pensar contratar uma empresa de obras, nada como começar por pedir-lhe contactos de clientes anteriores, assim como de alguns dos seus habituais fornecedores. O passo seguinte é entrar em contacto com essas entidades e recolher as suas opiniões sobre a qualidade do trabalho da empresa de obras em causa.

Relativamente aos clientes, se o empreiteiro não tiver nada a temer não terá qualquer problema em fornecer uma lista de clientes que possam validar a sua competência e seriedade. No entanto desconfie se a lista de clientes fornecida só tiver um ou dois nomes.

No que diz respeito aos fornecedores, não aceite respostas do tipo “não temos fornecedores fixos, estamos sempre a variar”. Uma empresa séria e sólida tem sempre alguns fornecedores habituais onde consegue descontos que só um cliente habitual e regular conseguirá. Também pode valer a pena recolher informação sobre a reputação destes fornecedores, pois na verdade é de lá que virá o material a aplicar na sua casa.

4. Pesquise na internet

Nos dias que correm, uma boa forma de confirmar a satisfação com os serviços que uma determinada empresa de obras presta é espreitar a sua página online ou até mesmo sondar as redes sociais. Normalmente são o lugar certo para ler opiniões, testemunhos de clientes anteriores e atuais. Regra geral, boas reviews são um sinal bastante positivo, más reviews são sinal de alerta.

Além disso, convém sempre fazer uma pesquisa no Google. Porquê? É uma forma rápida e fácil de aceder, por exemplo, às classificações das empresas de obras, encontrar a sua respetiva página online e inclusive a morada. O essencial é que recolha bastante informação sobre as mesmas para que no final consiga tomar a melhor decisão possível sobre que empresa de obras contratar.

5. Peça no mínimo 3 orçamentos

Hoje em dia não é difícil obter orçamentos, por isso não se fique pela primeira empresa de obras que lhe apresente um. Aliás, o ideal é que antes de tomar qualquer decisão reúna entre 3 e 5 orçamentos diferentes. Só assim se conseguirá ter um termo de comparação entre as diferentes empresas de obras. E há várias plataformas online que o ajudam nesta tarefa – e nem precisa de sair de casa!

Uma das plataformas mais conhecidas é a Zaask. Basta indicar qual o tipo de trabalho que pretende e receberá vários orçamentos personalizados – sem qualquer custo associado – de profissionais interessados em realizar os seus projetos, de acordo com as suas necessidades. A melhor parte é que pode comparar orçamentos, perfis, aceder a avaliações dos profissionais e ainda a fotos de trabalhos já realizados que podem servir de exemplo.

Também há empresas que se dedicam exclusivamente a orçamentar obras, como é o caso da Sr. Obras ou a Casa Viva. Conseguem apresentar-lhe vários orçamentos dos melhores profissionais da sua zona, sem qualquer custo ou compromisso, porque a escolha final é sempre sua.

A grande vantagem deste tipo de empresas é que fazem o trabalho de procurar os melhores profissionais e pedir orçamentos por si. Geralmente, após o pedido de contacto, enviam um gestor em 48h para avaliar o trabalho que tem de ser feito. Em seguida, o gestor selecionará as empresas que mais se adequam ao que precisa e apresentar-lhe-á vários orçamentos em função disso. Caso aprove, as obras começam. No fim é realizado um inquérito de satisfação para garantir que foram cumpridos todos os critérios de qualidade.

6. Exija orçamentos detalhados

Dados os valores monetários que pode atingir uma obra em casa, é crucial que exija orçamentos detalhados por parte das empresas de obras – assim evitará grandes surpresas! Assim, no orçamento deve estar bem discriminado o preço de cada artigo e processo, bem como dos tipos de materiais utilizados. É aconselhável que peça também um plano de trabalhos, isto é, um plano que inclua o prazo de execução da obra, o preço dos trabalhos mais representativos – rebocos, acabamentos, pintura, por exemplo – e o tempo de execução previsto. Desta forma poderá comparar não só o preço, mas os tempos estimados para o trabalho e a qualidade dos materiais que cada empresa apresenta.

7. Faça um contrato

Tendo em conta que fazer obras em casa envolve – por norma – um investimento bastante significativo, deve fazer um contrato. Esse contrato deve incluir os nomes e endereços das partes contraentes, a descrição detalhada do projecto, bem como de todos os materiais utilizados, a duração das obras, sem esquecer os subcontraentes, isto é, os diferentes profissionais que vão ser precisos para realizar a obra, desde o canalizador, ao empreiteiro e ao eletricista, etc.

Além disso, deve constar uma cláusula a especificar que o trabalho será feito de acordo com as leis de construção em vigor; uma cláusula que garanta que a empresa contratada deverá limpar o local após o final de cada dia de trabalho e o mesmo quando o projeto estiver concluído; uma cláusula relativa a todas as garantias – explicando o que é coberto e por quanto tempo -, e outra da cobertura do seguro do contratado sobre os danos materiais e de responsabilidade civil.

8. Adiantamentos e pagamentos

Há sinais de alerta que deve ter em consideração quando está a ponderar contratar uma empresa de obras. Por exemplo, é de desconfiar se uma empresa lhe exigir um adiantamento de dinheiro muito elevado, sem o qual não lhe é possível avançar com a obra. Isto pode ser sinal de que a empresa de obras está numa situação frágil financeiramente. Qualquer empresa tem crédito nos fornecedores a 30 ou 60 dias, pelo que o argumento de o dinheiro servir para comprar materiais, não faz muito sentido.

Um sistema de pagamento justo para ambas as partes é aquele em que se faz um adiantamento inicial pouco significativo e o resto dos custos são pagos periodicamente de acordo com a percentagem real de execução da obra. Se o orçamento tiver por base um plano detalhado de execução, consegue-se controlar bem a obra sem prejuízo para nenhuma das partes.

E se encontrar defeitos após a obra estar concluída?

De acordo com a DECO, entre as situações que geram mais conflitos com a contratação de empresas de obras estão os casos em que a obra só exibe defeitos após a sua conclusão. Assim, saiba que a sua obra tem cinco anos de garantia e que durante este período pode comunicar qualquer falha ou problema à empresa que realizou a obra.

A comunicação deve ser feita por escrito, através de uma carta registada, com aviso de receção, de forma a que fique com uma prova da denúncia do defeito. Se o construtor não proceder à reparação pode recorrer ao tribunal. Tem de instaurar uma ação em tribunal até três anos após a comunicação do defeito, caso contrário o construtor vê-se livre da obrigação de reparar os defeitos do imóvel.

Ler Menos