Economia Pessoal

Os melhores sites para vender coisas usadas

2 Outubro, 2017

Tem a casa cheia de coisas que não usa como eletrodomésticos, roupa ou até mesmo móveis? Pode vendê-los de forma gratuita no Facebook, OLX e Custo Justo!    


Facebook Marketplace: uma plataforma de e-commerce na rede social

O Facebook conta já com 2 mil milhões de utilizadores. E se isto não é razão suficiente para o levar a vender os seus bens usados na maior rede social do mundo, nós temos outra: o Facebook acaba de lançar em Portugal a funcionalidade Marketplace. Trata-se de uma plataforma de comércio online que divide os produtos em categorias como Eletrónica, Casa, Jardim, Roupas, Acessórios, etc. Além disso permite aos vendedores personalizar o produto colocado à venda com legenda, descrição, preço, fotografia e localização.

E quando uma pessoa ficar interessada no seu produto vai entrar em contacto consigo por mensagem privada. Na secção “os seus itens” encontrará todas as mensagens que trocou com os utilizadores, bem como os produtos que colocou à venda. Mas qual a maior vantagem do Marketplace? Deborah Liu, uma das responsáveis pela plataforma, diz que é a possibilidade de aceder aos perfis públicos de compradores e vendedores de uma forma fácil. No que diz respeito ao pagamento e à forma de entrega saiba que são feitas fora da plataforma: é o comprador e o vendedor que acertam estes pormenores entre si.

OLX: anúncios gratuitos, mas com restrições

Ler Mais

Quer mudar de sofá mas não sabe o que há-de fazer com o que tem aí em casa? Venda-o no OLX! Para isso basta que se registe de forma gratuita na plataforma online e coloque o seu anúncio. Mas atenção que há alguns limites: por exemplo, na categoria “Bebé e Criança” pode colocar até 10 anúncios gratuitos. Ou seja, embora a margem de anúncios gratuitos a colocar por categoria até seja bastante atrativa convém que se informe do total para não ter de pagar nenhuma taxa extra.

Chegada a hora de fazer o seu anúncio, só precisa de escolher um título criativo, uma das 14 categorias de produtos – “Bebé e Criança”, “Moda”, “Móveis, Casa e Jardim”, “Tecnologia”, “Telemóveis e Tablets”, entre outras – e descrever o produto que quer vender da forma mais pormenorizada possível, destacando as suas características. E não se esqueça de introduzir as fotografias! Em seguida coloque a localização, o seu nome e o e-mail e aceite os Termos de Utilização da OLX Portugal para finalizar o processo. Pronto para começar?

Custo Justo: vender sem limites

Se o limite de anúncios gratuitos – como acontece no OLX – é um problema para si, pode optar por vender os seus bens usados noutro site de referência, o Custo Justo. Aqui, colocar um anúncio é gratuito e não paga comissões pelas vendas. Mas tem um senão: o anúncio só fica ativo durante 60 dias e passado este tempo tem de o renovar por um período de tempo igual.

E é daquelas pessoas que não passa sem o telemóvel e acha muito vantajoso poder aceder ao que quiser, onde quiser? O Custo Justo disponibiliza uma app mobile para iOS e Android, onde pode inserir anúncios, geri-los e visualizar estatísticas à distância de um clique.

Dicas para ter sucesso nas vendas online

Nas vendas online de artigos em segunda mão, há uma regra de ouro: antes de definir um preço para o seu artigo, deve fazer um estudo de mercado para sondar a concorrência. Assim estará um passo à frente e poderá oferecer um preço mais competitivo! Para além de jogar com o preço, também pode optar por tornar o seu produto mais atrativo face à concorrência ao oferecer outros benefícios, como o envio gratuito do produto. 

Como uma imagem vale mais do que mil palavras – sobretudo no mundo virtual! – deve apostar em tirar boas fotografias daquilo que quer vender. Por exemplo, prefira tirar a fotografia num fundo branco, de forma a fazer sobressair o produto e não desviar a atenção dos potenciais compradores. E já que em todas as plataformas pode adicionar descrições dos produtos, porque não usar isto a seu favor? Palavras como edição limitada, exclusivo e com desconto chamam a atenção.

Também é importante que aprenda a vender online de forma segura. Para evitar cair em fraudes, nunca se deve disponibilizar para enviar um produto antes de receber o dinheiro. Todos os sites de venda de coisas usadas aconselham os utilizadores – compradores e vendedores – a encontrarem-se pessoalmente para fazer a transação num lugar público. A somar a isto, a ANACOM aconselha ainda a que veja a política de privacidade dos sites e se informe sobre a segurança dos mesmos.

Ler Menos