Economia Pessoal

Como escolher um bom mecânico?

28 Setembro, 2017

Escolher uma oficina automóvel pode não ser tarefa fácil. Reunimos seis dicas que o vão ajudar a encontrar um bom mecânico para a sua viatura!


1º passo: pedir referências

A manutenção eficiente de um automóvel é fundamental não só no que diz respeito à longevidade do veículo como à saúde da sua carteira. Saber como escolher uma boa oficina e encontrar um mecânico da sua confiança pode ser-lhe bastante útil no futuro. Para começar pode pedir referências: o passa-palavra sempre foi a alma de muitos negócios, por isso converse com familiares e amigos e pergunte-lhes se recomendam alguma oficina na qual são clientes habituais.

Como algumas oficinas de automóveis já deram o salto para o século XXI e levaram os seus negócios para o mundo online, aproveite para ler reviews e comentários dos clientes. Além de serem muito úteis na hora de saber mais sobre um negócio, servem também de referência: se a maioria das reviews sobre uma oficina for positiva aumentam as probabilidades de sair satisfeito com os serviços que presta.

2º passo: atenção às licenças e certificados

Ler Mais

Antes de decidir, verifique se a oficina em questão tem as licenças e certificados exigidos por lei. Dependendo do tipo de oficina, é necessário satisfazer determinados requisitos, cumprindo com os padrões de serviço e qualidade. Se a oficina respeitar as exigências, sabe que deixou o seu automóvel em boas mãos.

3º passo: a localização e os pormenores importam!

A localização da oficina é muito importante. Ter um mecânico de confiança perto da sua área de residência ou a oficina estar bem localizada em termos de acessos pode ser vantajoso, caso surja uma urgência.  O aspeto da oficina também é um fator a ter em conta: esteja atento a pormenores como a arrumação, limpeza, decoração do espaço e apresentação do pessoal, já que estes aspetos poderão indicar que há rigor e profissionalismo.

4º passo: as especializações podem fazer a diferença

No mercado encontrará vários tipos de oficinas conforme a sua especialização. Assim, existem dois grandes grupos de oficinas: as de marca (concessionário ou agente oficial) e a oficina multimarca (em rede ou independente). Depois, dependendo da atividade desenvolvida há ainda as oficinas de mecânica integral (oferecem mecânica e carroçaria), carroçaria (chapa e pintura) e de pneus e de mecânica rápida.

5º passo: atenção às revisões feitas em oficinas independentes

A comissão europeia publicou o Regulamento 461/2010 que garante ao consumidor o poder de escolha sobre a oficina onde quer realizar a revisão do seu automóvel, sem perder a garantia. Mas atenção porque só deve fazer a revisão oficial do seu automóvel numa oficina independente da sua confiança! De outra forma correrá riscos: a realidade é que as marcas de origem não se responsabilizam por problemas que possam advir de uma revisão feita numa oficina independente.

Se tiver um carro novo ou semi-novo e não quer de todo perder a garantia de fábrica, pense bem antes de escolher uma oficina multi-marca. Nestes casos poderá compensar fazer a revisão na marca do veículo, ainda que por norma saia mais caro.

6º passo: peça orçamento

Há uma regra de ouro no mundo das oficinas: peça sempre um orçamento detalhado das peças e horas de mão-de-obra! Além de evitar surpresas desagradáveis também o deixa mais descansado sabendo que o valor não deve variar muito do já apresentado. Se durante a revisão do seu carro o mecânico detetou que algo precisava de arranjo, mas não estava estipulado no orçamento deixe bem claro que devem ligar-lhe antes de reparar.

Só com o seu aval e conhecimento real de todas as despesas é que o mecânico deve avançar com a reparação. Caso isso não aconteça e este avance para uma reparação não autorizada por si, nem orçamentada, saiba que a Associação Portuguesa de Defesa para os Consumidores, a DECO, afirma que esse valor não lhe deve ser cobrado.

Há duas entidades onde pode fazer as suas denúncias caso tenha problemas com a reparação do seu automóvel. São elas o Centro de Arbitragem do Setor Automóvel (CASA), que tem competência para resolver conflitos resultantes da manutenção e reparação automóvel e a ASAE. No site da autoridade administrativa nacional encontrará formulários específicos para apresentar queixa e denúncias bem como ajuda com o preenchimento do livro de reclamações.

Ler Menos