Economia Pessoal

Emprego: como chamar a atenção dos recrutadores?

19 Junho, 2017

Está à procura de emprego e não sabe como chamar a atenção dos recrutadores? Saiba o que deve colocar no seu currículo para não passar despercebido!


A importância das primeiras 15 palavras

O currículo é como um documento de marketing, diz John Lees, o autor de Knockout CV. A verdade é que o seu CV é uma espécie de cartão-de-visita profissional, onde constam todas as razões pelas quais uma determinada entidade o deve contratar a si – e não a outro profissional qualquer!

Mas primeiro há que ganhar a atenção do recrutador. Mas como? Uma forma de o fazer é abrir em grande. De acordo com Lees, as primeiras 15 ou 20 palavras de um currículo são as mais importantes, porque é normalmente o tempo que um recrutador dedica à leitura de um CV. Por isso, comece logo com um breve resumo da sua experiência e cinja-se aos factos.

Modelo de CV vai de acordo com o cargo pretendido

Há vários modelos de currículos que pode adotar na altura de se candidatar a um trabalho. Desde o Europass – o modelo mais standard -, ao currículo mais funcional que destaca a sua experiência profissional, ao cronológico, ao de vídeo e até ao criativo, que lhe permite apresentar-se de uma forma totalmente “fora da caixa”. O importante é que escolha o formato que melhor o representa a si enquanto profissional e que se adeque ao emprego a que se está a candidatar

A primeira impressão conta!

No que diz respeito à elaboração de um currículo, a primeira impressão é a que mais conta. Por isso, não deve descurar a sua apresentação. Opte por um aspeto sóbrio, não só em termos de cor, mas também de fonte: escolha uma letra padrão como o Arial e certifique-se que esta tem um tamanho legível e agradável.

Os verbos e o tempo verbal importam?

Ler Mais

A utilização de uma linguagem mais ou menos formal varia de acordo com o cargo a que está a concorrer, mas saiba que é importante usar verbos dinâmicos e ativos como presidir, organizar, ensinar, etc. Além disso, não deve utilizar o presente para descrever antigas funções. Reserve este tempo verbal para o seu atual trabalho.

Um CV organizado é um bom CV

Dividir o currículo em secções claras – dados pessoais, formação, experiência profissional, etc. – facilita bastante a leitura dos recrutadores. Outra forma de tornar o CV convidativo, e de dar ao documento um aspeto clean, é ter espaços em branco entre cada tópico.

Colocar todas as experiências profissionais é um erro!

Embora seja tentador colocar toda a informação relativa a empregos anteriores, a skills, voluntariado, qualificações académicas ou hobbies, saiba que é importante ser seletivo – sim, evite ultrapassar as duas folhas! Isto é, tudo o que não for relevante para o posto de trabalho a que se está a candidatar é para retirar porque serve apenas de ruído. Lembre-se: por vezes “menos é mais”.

Além disso, é importante prioritizar os conteúdos: o mais importante deve vir em primeiro lugar! No que diz respeito às informações pessoais, aconselha-se que deixe de fora dados sobre o estado civil, religião ou número de segurança social.

Palavras que nunca falham

Se o seu objetivo é atrair recrutadores, há palavras que são tiro e queda para quem se quer diferenciar. De acordo com os especialistas, capacidade de resolução de problemas, liderança, boa comunicação escrita, team building, desempenho e produtividade são os termos que mais atraem os olhos treinados de quem está a contratar.

Cuidado com os erros ortográficos

Um currículo com erros ortográficos ou gramaticais pode excluí-lo logo à partida de de um processo de recrutamento. E se a sua intenção é ganhar o jogo de atenção entre profissional-recrutador, esta é mesmo a pior maneira de o fazer: nenhuma empresa olha duas vezes para CVs com erros, já que isto indica desleixo ou descuido.

Contactos atualizados sempre

Deve certificar-se de que a informação de contacto está correta: isto é, garanta que o seu número de telefone e e-mail – que deve ser o mais profissional possível – estão atualizados e bem visíveis no seu CV. Não deixe passar a oportunidade de se contactado para uma vaga de emprego só porque o recrutador não consegue encontrar o seu telefone ou endereço de e-mail.

Guarde o seu CV em PDF

Está farto de enviar CVs e de não ter resposta às suas candidaturas online? Já pensou que os recrutadores podem não conseguir sequer abrir o seu currículo? Poucos se lembram disto, mas um dos erros mais comuns de quem está à procura de trabalho é não guardar o CV em PDF. É que outros formatos de ficheiros populares abrem com a informação desformatada ou, em alguns casos, não abrem de todo!

Alinhar o CV ao perfil de LinkedIn

O seu perfil de LinkedIn é tão importante como o seu currículo – e os conselhos anteriores são válidos para ambos. Sabia que 98% dos recrutadores utilizam aquela que é a maior rede profissional do mundo para recrutar ativamente novos talentos? Assim, comece por ter uma foto profissional, limpa e atual: aumenta sete vezes a probabilidade de visibilidade de um perfil.

Verifique se os links para blogs e redes sociais – Facebook, Twitter – estão atualizados, caso contrário não serve de nada colocá-los lá. Se costuma partilhar artigos ou ligações relacionados com a sua área de expertise ou com o cargo a que está a concorrer isto pode conferir-lhe uma vantagem diferenciadora frente a outros candidatos. Além disso, este é o sítio certo para colocar os seus trabalhos.

E não se esqueça de escolher estrategicamente as palavras-chave relacionadas com a sua área profissional, para que as empresas possam mais facilmente encontrá-lo. Por isso aqui fica uma dica: os recrutadores pesquisam mais rapidamente por um cargo do que por uma qualificação, por isso utilize, por exemplo, o termo “advogado” em vez de “licenciatura em direito”.

Mais recomendações, mais visibilidade

No LinkedIn é muito comum os profissionais recomendarem-se uns aos outros por determinadas competências profissionais. E isto é ainda mais importante numa fase de procura ativa de emprego: quanto mais recomendações obtiver por uma determinada skill ou competência, melhor se posicionará nos resultados de pesquisa. Além disso, as recomendações podem servir de indicação para um recrutador.

Aposte numa boa rede de contactos

Mais do que ter uma vasta rede de contactos no LinkedIn, é importante ter uma boa lista de contactos. O que queremos dizer com isto? Que os potenciais recrutadores ficarão impressionados se tiver estabelecido ligações importantes com diferentes profissionais ou empresas relacionadas com a sua área de atividade. Aliás, o networking vai trazer-lhe inúmeras vantagens em caso de mudança profissional ou de futuras parcerias.

Ler Menos