Radar económico

Quais são os países que mais investem nas suas economias?

15 Dezembro, 2016

Investimento e crescimento económico são muito próximos. Quais são os países que mais investem na melhoria dos seus sistemas produtivos?


grafico1

As economias que investem na modernização das suas estruturas produtivas (instalações, máquinas, transporte, infraestruturas entre outros) têm melhores condições para produzir os produtos e serviços que as suas populações precisam.

Todos os estudos apontam para uma correlação muito forte entre investimento e crescimento económico sustentado ao longo do tempo (competitividade).

Sendo assim, quais são as economias que mais investem? E Portugal, como está a este nível?

Europa: os suspeitos do costume, mas também surpresas

Ler Mais

No Top10 das economias que mais investem na renovação e melhoria do seu aparelho produtivo, encontramos as maiores economias europeias: a Alemanha, a França, o Reino Unido, a Itália, a Espanha, a Holanda, a Suíça, a Suécia, a Bélgica e a Noruega.

A surpresa surge quando se distribui o investimento total pela população de cada país. Por outras palavras, analisando o investimento per capita, o ranking altera-se substancialmente e os países que sobressaem são a Noruega, o Luxemburgo, a Suíça, a Suécia, a Dinamarca, a Irlanda, a Áustria, a Bélgica, a Finlândia e a Holanda.

grafico2

Mundo: A China, os EUA e os restantes

De acordo com os últimos dados disponíveis, em 2014 todos os países do mundo investiram cerca de 17.000.000 milhões de dólares na melhoria dos seus parques produtivos. 70% desse investimento foi efetuado pelas 10 economias que se apresentam na tabela abaixo, sendo que o nível de investimento da China e dos EUA se destacam claramente dos restantes países que pertencem ao Top 10.

tabela_inv

E Portugal?

grafico3

Portugal está abaixo da média europeia tanto em termos de investimento absoluto (18º lugar) como em termos de investimento per capita (21º lugar).

Nos últimos tempos, Portugal tem investido cada vez menos na renovação e na melhoria do seu sistema produtivo, o que põe em causa o crescimento futuro da nossa economia. Atualmente, os níveis de investimento estão cerca de 40% abaixo dos níveis de investimento efetuados antes do início da crise.

No entanto, a partir de 2014 começou a verificar-se uma ligeira subida do investimento.
Será o início de um novo ciclo? Ainda é cedo para o afirmar, mas uma coisa é certa: sem investimento “à séria” na modernização do nosso parque produtivo, será impossível pôr a economia portuguesa a crescer de forma sustentada e afastar de vez os “fantasmas” da crise.

Ler Menos