pessoas e histórias

Cinco empresas que nasceram numa garagem…

14 Junho, 2016

… Ou na mala de um carro, na sala de estar ou no quarto de uma residência de estudantes. Os cérebros destas empresas, que mudaram as nossas vidas, tiveram um início duro mas compensador a longo prazo.


 Do quarto para o mundo

fbSabia que a rede social Facebook, de Mark Zuckerberg, foi desenvolvida no quarto de uma residência de estudantes em 2004? Embora pareça surreal, o certo é que um grupo de amigos universitários se uniu em torno de um projeto que teve pernas para andar. Na altura, a rede social foi lançada como “The Facebook” e hoje é a página de internet mais visitada por utilizadores em todo o mundo. Mas a “invenção” do Facebook não está livre de polémicas: até ao momento ainda não foi resolvida a batalha legal sobre quem é o legítimo “dono da ideia”.

Ler Mais


Um gigante na garagem

googleRecuamos até 1998, o ano em que nasceu a gigante Google. A empresa, não tão gigante na altura, começou a desenvolver-se dentro de uma garagem e curiosamente chamava-se “BackRub”. O nome não vingou e os seus fundadores optaram então por chamar “Google” ao protótipo de motor de busca, inpirando-se na palavra “googol”: um termo matemático para o numeral 1 seguido de vários zeros.


Ideias ao jantar

youtubeReza a lenda que o YouTube, como hoje o conhecemos, nasceu porque três trabalhadores da PayPal estavam a ter problemas em partilhar vídeos durante um jantar de convívio e decidiram fazer algo para mudar a situação. Não se sabe se aconteceu exatamente assim, mas o que é certo é que o ano de 2005 bastou para que o Youtube se tornasse uma ferramenta revolucionária ao disponibilizar desde logo 3 milhões de vídeos por dia, pela mão do seu trio criador Chad Hurley, Steve Chen e Jawed Karim. Um sucesso que veio para ficar: o site conta já com mais de 2 milhões de visualizações por dia e a cada minuto são introduzidos no site mais de 48 horas de vídeo.


Revolução na sala de estar

Dlinkedinois anos antes do Youtube, nasceu a mais conhecida rede social profissional: o LinkedIn. Reid Hoffman, o seu criador, decidiu pôr mãos à obra e desenvolver o projeto na sua sala de estar. A ideia vingou logo passados uns meses com a ajuda de cinco dos fundadores que decidiram convidar cerca de 350 dos seus contatos m
ais importantes para se juntarem à rede. Não tardou a serem conhecidos como os “Cinco do LinkedIn”. O tempo foi passando e esta empresa não parou de crescer. Atualmente o LinkedIn conta mais de 50 milhões de utilizadores que incluem executivos das empresas que integram a Fortune 500.


 Negócios na mala do carro

nikeA empresa seguinte nasceu na mala do carro de um dos seus fundadores, Phil Knight, em 1964: falamos da famosa marca desportiva Nike. Durante dois anos, Phil e o seu amigo Bill Bowerman não tiveram hipótese senão vender os seus produtos a partir do carro. Um início duro mas que deu frutos: em apenas dois anos os empresários abriram a primeira loja e hoje dominam o mercado desportivo.

Ler Menos